Mato Grosso, Terça-Feira, 21 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ASSENTADOS

Assentados da comunidade Ena denunciam irregularidade na extração de madeira

Marcia Jordan

13/09/2016 às 08:20

Assentados da comunidade Ena denunciam irregularidade na extração de madeira

6713.pngMais de 60 pessoas participaram da reunião do último sábado na comunidade Ena, que pertence ao município de Feliz Natal (121 km de Sinop). Os assentados denunciam que o acordo do manejo florestal não está sendo cumprido.

Através de assembleia, a DB Comércio Beneficiamento e Exportação de Madeira LTDA, tem o direito de 50% da madeira extraída e os moradores da comunidade ficam com a outra metade.

Quase 60 dias depois do início do manejo, a empresa não entregou as madeiras que pertencem às famílias. De acordo com os moradores, toda matéria-prima extraída já está sendo vendida, sem o consentimento dos assentados. O dinheiro das vendas também não foi pago.

Alguns moradores denunciaram  que caminhões estariam transportando madeira no período noturno, sem a fiscalização. Foi denunciado também que as pessoas responsáveis por essa fiscalização que ocorre durante o dia, não foram escolhidas através de assembleia.

A reportagem tentou entrar em contato com a empresa, mas não teve êxito até o fechamento desta reportagem.

Durante a permanência da equipe de reportagem no assentamento, moradores denunciaram que o prefeito de Feliz Natal Toni Dubiella (PSD), filho do proprietário da DB Comercio Beneficiamento e Exportação de Madeira LTDA, intimidou moradores com a Polícia Civil.

D.B. morador há 13 anos aceitou gravar entrevista.

“Nós vivemos aqui sob pressão de policial civil, me prenderam duas vezes, uma delas na minha casa, sem a autorização do juiz, e eu me sinto constrangido ser chamado de ladrão, ainda na frente da minha família”

Quem mandou prender o senhor? E qual foi à alegação da prisão?

“A alegação foi que eu estava retirando lascas, isso aconteceu por volta das 11 horas da noite, e quem está por trás de tudo isso é o prefeito Toni Dubiella”

Neste dia, quantas pessoas foram presas?

“Oito pessoas foram presas, o delegado Evandro estava junto”

Em resposta, o prefeito disse que a polícia agiu devido ao furto de madeiras ocorrido na região. Os moradores negaram.

 

 

 

Fonte GcNoticias