Mato Grosso, Segunda-Feira, 26 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ACUSADO

Acusado de estupro em Sinop sequestra criança e é preso no MS

Marcia Jordan

16/09/2016 às 09:17

Acusado de estupro em Sinop sequestra criança e é preso no MS

242731474028827Familiares de uma menina de 4 anos, sequestrada no Paraná e resgatada no interior de Mato Grosso do Sul, não poderiam imaginar que uma ida rápida até uma padaria para comprar pão seria a brecha que o pedreiro Adnilson Leal da Silva, de 39 anos, precisava para sumir com a criança e o carro da família, na cidade de Xambrê (PR).

De acordo com o delegado da cidade de Xambrê, Valdir Balan, a avó da criança foi até a padaria no centro da cidade para comprar pão, enquanto a menina ficou dormindo no estabelecimento comercial à beira do rio que dá nome ao município.

Quando retornou, não encontrou o vizinho Adnilson e percebeu que seu carro, um veículo GM Tracker, a neta, uma quantia em dinheiro e celular haviam sumido.

“A menina é filha única do casal e a família possui uma lanchonete na região. Adnilson possui familiares em Xambrê e havia retornado para a cidade no começo do ano. Ele já tinha realizado vários serviços na cidade como segurança e também trabalhava como ajudante de pedreiro em algumas construções. Desde que ele retornou também realizava serviços para a família da menina. Ele aproveitou o descuido da avó para levar a criança embora”, diz a autoridade policial.

Ainda segundo o delegado, o sequestrador extensa ficha criminal e era acusado de crimes como estupro cometido em Sinop e um homicídio em Mato Grosso do Sul.

Adnilson acabou rompendo a tornozeleira eletrônica que utilizava em fevereiro deste ano, enquanto estava morando em Naviraí, município distante 366 km de Campo Grande, e fugiu para a sua terra natal no Paraná.

“Desconfiamos, mas não temos como afirmar, que o sequestrador iria abusar da criança novamente durante o percurso, já que ele tinha realizado atos libidinosos nela antes de ser abordado pelos policiais, e talvez quando chegasse ao seu destino a estupraria e a mataria. Além disso, não há indícios de que ele iria pedir resgate pela criança pois a família não possui uma condição financeira tão considerável para isso”.

Após ele ter sido autuado em flagrante no município de Naviraí, o autor foi levado para o Paraná, onde está sendo ouvido em uma audiência de custódia, e permanecerá no PECO (Presídio Estadual de Segurança Máxima de Cruzeiro do Oeste), que fica distante 22 km da cidade de Umuarama, segundo informou o delegado Balan.

 

 

Fonte Fernanda Yafusso