Mato Grosso, Terça-Feira, 27 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
AO

Ao MPE, ex-secretário reafirma que não sabia de fraudes na Seduc

Marcia Jordan

04/10/2016 às 17:15

Ao MPE, ex-secretário reafirma que não sabia de fraudes na Seduc

473649ee4069892885c0757ae1213ab5O ex-secretário de Educação, Permínio Pinto Filho, deixou o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) na tarde desta terça-feira para prestar depoimento no Ministério Público Estado. Ele esteve no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público, sendo ouvido pelo promotor Clóvis de Almeida Junior.

Ele depôs no inquérito civil instaurado para apurar os crimes de fraude em licitação e de desvios de recursos na Secretaria de Educação, desbaratados com a “Operação Rêmora”. De acordo com o advogado Arthur Barros Osti, o ex-secretário ratificou as declarações prestadas ao Gaeco (Grupo de Ação Especial Contra o Crime Organizado) no dia 11 de maio, logo após a 1ª fase da operação, quando ainda estava em liberdade.

Na ocasião, ele disse que não teve conhecimento sobre as fraudes que ocorriam na pasta. Ele argumentou que assim que tomou ciência do suposto esquema, mandou suspender os pagamentos e exonerou os envolvidos.

Preso desde julho deste ano, na 2ª fase da “Rêmora”, Permínio é acusado pelo Gaeco (Grupo de Ação e Combate ao Crime Organizado) de ser o chefe de organização criminosa que fraudou obras de reforma e construção de escolas que somam R$ 56 milhões. Na esfera cível, pode ser condenado a ressarcir os cofres públicos e também por improbidade administrativa.

 

 

 

Fonte Folhamax