Mato Grosso, Domingo, 25 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
TAQUES

Taques confirma mudanças na Sefaz, Seplan e PGE

Marcia Jordan

05/12/2016 às 13:56

Taques confirma mudanças na Sefaz, Seplan e PGE

O governador Pedro Taques (PSDB) assumiu publicamente nesta segunda-feira (5) novas alterações nas chefias das secretarias de Estado. Conforme já havia sido confirmado nos bastidores, o atual secretário de Planejamento, Gustavo Oliveira, assume a Secretaria de Fazenda em substituição a Seneri Paludo, que vai se dedicar a questões profissionais no Rio Grande do Sul. A transição na Secretaria de Fazenda já começou nesta segunda-feira.

Governador Pedro Taques (PSDB) promove novas alterações em sua equipe administrativa.
O atual secretário de Finanças da Prefeitura de Cuiabá, Guilherme Muller, assume a Secretaria de Planejamento.

O atual procurador geral de Cuiabá, Rogério Gallo, assumirá a função de Procurador Geral do Estado, em substituição ao procurador Patrick Ayala, que se desligou do cargo por questões pessoais. A transição na Procuradoria Geral do Estado começou na semana passada.

Outras alterações já promovidas no cargo de primeiro escalão foram à nomeação do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) para assumir a Secretaria de Cidades, em substituição ao arquiteto Eduardo Chiletto, e a do jornalista Kléber Lima para a chefia do gabinete de comunicação em substituição ao jornalista Jean Campos, remanejado para a Secretaria de Assuntos Estratégicos.

Outra mudança que poderá ser feita nos próximos dias é a nomeação do deputado estadual Max Russi (PSB) para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, diante da reivindicação dos socialistas em ter uma participação maior na administração estadual.

O governador Pedro Taques agradeceu a participação dos seus ex-secretários de Estado, principalmente a colaboração de Seneri Paludo, que assumiu a Secretaria de Fazenda em um momento crítico das finanças públicas.

“Eu agradeço muito à colaboração do Seneri Paludo pelo período em que serviu ao povo de Mato Grosso, assim como os demais colaboradores que foram muito importantes para a primeira fase do nosso Governo, quando iniciamos grandes transformações nas políticas públicas do Estado. O Seneri assumiu a Sefaz há seis meses com a missão de construir uma proposta de reforma tributária que fizesse justiça tributária e buscasse o equilíbrio entre receitas e despesas. E cumpriu muito bem esta missão, sendo que a nossa proposta já tramita na Assembleia Legislativa”, declarou.

 

 

Fonte Rafael Costa