Mato Grosso, Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ADVOGADO

Advogado denuncia golpe milionário de delator e teme ser morto em MT

Marcia Jordan

27/11/2015 às 06:52

Advogado denuncia golpe milionário de delator e teme ser morto em MT

O advogado Júlio César Domingues Rodrigues, preso na “Operação Ventríloquo”, desqualificou a delação premiada do também advogado Joaquim Mielli de Camargo. Nesta quinta-feira, Júlio César acompanhou o depoimento de Mielli à juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Santos Arruda.

Júlio César afirmou que foi o responsável por denunciar o esquema a direção nacional do HSBC. Na denúncia, ele colocou que Mielli praticou o crime de apropriação indébita, ao ficar com os recursos que pertenciam ao banco. “Quando ele teve notícia de que já havia a denúncia, ele fez esse acordo de delação premiada, que é totalmente descabido”, assinalou.

O acusado ainda negou a participação de ter intermediado o acordo entre Riva e Mielli. “Eu sou inocente. Atuei como advogado, como consultor jurídico legalmente habilitado para isso”, explicou.

Júlio César, que está detido desde o dia 7 de agosto no Centro de Custódia de Cuiabá, defendeu a revogação de sua prisão preventiva. Entre as alegações, ele citou o risco a sua integridade física e a desobediência ao estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil, que prevê detenção em cela de estado maior para advogados. “Preciso de uma atenção maior da OAB, no que tange a defesa das prerrogativas do advogado”, assinalou. O pedido ainda não foi analisado pela juíza Selma Rosane dos Santos Arruda.

 

 

 

Fonte folhamax