Mato Grosso, Domingo, 17 de Novembro de 2019
Logo Só Informação
Informe Publicitário
FORAGIDO,

Foragido, ex-sócio teria encomendado morte de empresário acusado de ‘roubar clientela’

Marcia Jordan

07/10/2015 às 10:56

Foragido, ex-sócio teria encomendado morte de empresário acusado de ‘roubar clientela’

Nilton Cesar da Silva é o principal suspeito de ter encomendado a morte do empresário, Douglas Wilson Ramos, 28 anos, sequestrado no dia 25 de setembro. De acordo com o delegado Flávio Stringueta, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil, Nilton seria ex-sócio de Douglas em uma empresa de cimentos e achou que ele estaria roubando a sua clientela. O acusado está foragido.
 
“Desde o início das investigações nós temos a informação de que o Nilton seria o principal suspeito de mandar matar o Douglas. Ele já esteve preso por tráfico de drogas e era sócio da vítima. Enquanto Nilton estava preso, o Douglas resolveu montar a própria empresa de cimentos. Com isso, o criminoso pensou que o empresário estaria ‘passando a perna’ nele”, disse o delegado.

O acusado pensou que Douglas estaria até roubando os seus clientes, da antiga empresa. O delegado ainda acrescentou que: “O roubo que aconteceu na Estrada do Moinho, local onde fica instalada a empresa, foi apenas para disfarçar a situação”, afirmou Stringueta. A caminhonete do rapaz ainda não foi encontrada: “Temos informação de que ela possa estar em alguma cidade do interior”, completou o delegado.
 
Nilton está com mandado de prisão temporária em aberto e é considerado foragido da Justiça. Ele chegou a ser intimado duas vezes para comparecer à delegacia para prestar depoimento, mas se esquivou. O delegado pede que quem tiver alguma informação a respeito do criminoso, denuncie através dos números 197 ou 190. A identidade será mantida em sigilo.
 
Corpo encontrado
 
A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) encontrou, na noite da última segunda-feira (05), um corpo em avançado estado de decomposição próximo a Fazenda Bom Futuro, na região do Distrito de Nossa Senhora da Guia pertencente ao empresário Eraí Maggi, em Cuiabá. A família reconheceu as roupas e tem quase certeza de que os restos mortais são do empresário.
 
O caso
 
O empresário Douglas Wilson Ramos, 28 anos, foi sequestrado, no dia 25 de setembro, dentro da própria empresa, localizada na Estrada do Moinho (Arquimedes Pereira Lima), em Cuiabá. De acordo com as informações da Polícia Civil, a vítima estava trabalhando pela manhã, quando os criminosos invadiram o local e anunciaram o roubo, seguido de sequestro.

Fonte OlharDireto