Mato Grosso, Domingo, 25 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ESTADO

Estado vai suspender o salário de cerca de 14 mil servidores

Marcia Jordan

18/09/2014 às 11:07

Estado vai suspender o salário de cerca de 14 mil servidores

os 47.135 servidores público estaduais de Mato Grosso, mais de 14 mil ainda não fizeram o recadastramento que termina no dia 30 deste mês. Quem não se recadastrar corre o risco de ter o salário suspenso. A medida foi adotada pelo governo com base em um decreto de 2013 que torna obrigatório a atualização anual dos dados dos servidores da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo estadual.

Esta é uma forma de descobrir se existe funcionários ‘fantasmas’, que recebem salário, mas que não desepenham nenhuma função. Até mesmo se tem servidor que já faleceu recebendo salário, como foi descoberto pela Auditoria Geral do Estado (AGE).

Para realizar o recadastramento, o servidor precisa apresentar documentos pessoais, número do CPF dos pais e dados do cônjuge e dependentes. Também é necessário entregar os certificados dos cursos de capacitação, de formação escolar e acadêmica e acessar o endereço eletrônico. Os servidores que ingressaram no estado no segundo semestre deste ano não precisam fazer o recadastramento.

A determinação vale para todos os servidores ativos, civis e militares, efetivos e comissionados do Poder Executivo. O recadastramento é obrigatório e o servidor que não fizer a atualização cadastral corre o risco de ter o pagamento salarial suspenso. O recadastramento, que começou em julho, serve para atualizar e controlar o cadastro dos funcionários públicos.

Fonte Folhamax