“Secretário não foi para a rua pedir voto”, afirma deputado

deputado-fotoO deputado estadual, Eduardo Botelho (PSB) criticou a postura de alguns secretários do Estado, que, segundo ele, estariam “implicando” com as indicações políticas no Governo. 

Botelho entende que as indicações por parte dos parlamentares são legítimas e democráticas, já que foram os deputados que ajudaram a construir a candidatura do governador Pedro Taques (PDT). 

“Eles, os secretários, não foram para as ruas pedir voto. Quem estava na base, quem estava no povo, andando nas ruas, eram os deputados”, afirmou Botelho. 

“É evidente que o governador não ganhou a eleição sozinho, ninguém ganha eleição sozinho. É democrático você participar do Governo. Não é justo dizer que não pode haver indicação política, sendo que os deputados é carregaram a bandeira do Pedro Taques”, completou. 

As declarações foram dadas durante entrevista concedida ao programa “Chamada Geral”, da Rádio Mega FM, nesta semana. 

Ainda segundo o deputado, alguns secretários ainda “não entenderam” a dinâmica das indicações e estariam defendendo que, por estarem a frente das pastas, caberia apenas a eles fazer as nomeações nos cargos. 

“Existem alguns secretários que não querem entender isso, dizendo que deputado não tem legitimidade para indicar alguém. Tem sim senhor. Tem uns, que querem levantar a voz, dizendo: ‘Ops, eu que sou secretário aqui, eu que tenho que indicar’. Não é bem por aí, secretário não foi pra rua pedir voto”, reiterou o parlamentar. 

Ele, no entanto, preferiu não citar nomes de quais os secretários estariam “barrando” as indicações da Assembleia Legislativa. 

Por conta dessa “guerra” entre os poderes, Botelho afirmou que os parlamentares têm mantido conversas com o governador e também com o secretário-chefe da Casa Civil, para tratar sobre essas questões das indicações. 

“Estamos discutindo isso com o Governo e, com certeza, essas arestas serão aparadas”, finalizou Botelho. 

Nomeação política

Em entrevistas recentes, o secretário da Casa Civil, Paulo Taques confirmou que o Governo tem realizado as nomeações políticas. 

O secretário afirmou ainda, que a avaliação dos nomes é feita por ele, juntamente com o governador Pedro Taques. 

Ainda de acordo com ele, as contratações seguem “à risca” o Decreto nº 5, que aplica os requisitos da Lei da Ficha Limpa em todos os cargos do Poder Executivo.

Fonte – Midia News

Comentários