Julio Modesto pede exoneração da Casa Civil três meses após assumir Secretaria

O secretário-chefe da Casa Civil Júlio Modesto pediu exoneração do cargo na tarde desta quinta-feira (14), por meio de uma carta enviada ao governador Pedro Taques (PSDB).

A informação foi confirmada pelo Gabinete de Comunicação do Governo, que deve se pronunciar ainda hoje sobre o assunto por meio de nota. Oficialmente, Modesto – que assumiu a Secretaria há apenas três meses – teria recebido uma “proposta irrecusável” para trabalhar em uma multinacional.

Modesto assumiu a Casa Civil em março, em substituição ao então secretário Max Russi (PSB), que é deputado e precisou deixar a Pasta por conta do prazo limite para descompatibilização, para concorrer à reeleição.

Titular da Secretaria de Gestão por quase três anos, Modesto foi o quarto a assumir a Casa Civil, ocupada inicialmente pelo primo do governador, o advogado Paulo Taques, atualmente preso no âmbito das Operações Bereré e Bônus. Posteriormente o comando da Casa Civil foi para as mãos de José Adolpho, que hoje preside o Desenvolve MT e, por último, por Max Russi.

Ao Olhar Direto, o secretário de Comunicação Marcy Monteiro afirmou que a saída de Modesto não é imediata e que o governador ainda irá definir quem irá substituí-lo. Nos bastidores, os nomes mais cotados para o cargo são do secretário de Governo Domingos Sávio e da secretária-adjunta da Casa Civil, Paolla Reis (PSDB).

 

 

Fonte OlahrDireto

Comentários