Aplicativo da Justiça Eleitoral em MT recebe 85 denúncias em três meses

Em pouco mais de três meses de funcionamento, o aplicativo para celular disponibilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso, o “Pardal”, já acumulou 85 denúncias por crimes eleitorais. Elas foram enviadas pelos eleitores de diversas cidades do estado pela internet, principalmente com ajuda de um telefone celular, e devem servir de base para magistrados e Ministério Público analisarem a conduta dos candidatos nas eleições deste ano.

Desenvolvido pelo TRE do estado do Espírito Santo, o app pode ser baixado no site do tribunal e está sendo utilizado pela primeira vez em Mato Grosso desde o dia 15 de abril.

Mato Grosso e Espírito Santo são os únicos estados que dispõem de tecnologia semelhante em favor do eleitor, segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TRE, Ailton Lopes dos Santos.

Até agora, das 85 denúncias recebidas via Pardal, 30 foram enviadas por eleitores emCuiabá.

Os demais registros vieram de outros 29 municípios, como Várzea Grande (cidade da região metropolitana da capital), Acorizal,Chapada dos GuimarãesConfresaAlta FlorestaBarra do Garças e Mirassol d’Oeste.

A maior parte das denúncias feitas até agora – 56% – refere-se a casos de propaganda irregular em banners, cartazes, outdoors, faixas e placas, mas o Pardal já registrou denúncias de uso da máquina administrativa (13%), propaganda irregular em redes sociais (7%) ou em sites (4%) e até casos de compra de votos (4%).

Por enquanto, as denúncias recebidas pelo TRE via app estão sob análise para serem repassadas ao Ministério Público e aos juízes eleitorais do estado. Elas podem se tornar processos, cujo trâmite também é disponibilizado no site do Pardal.

Fonte G1

Comentários