Judiciário Estadual e Assembléia Legislativa de Mato Grosso não terá expediente na segunda (28)

Como consequência da greve dos caminhoneiros em todo Brasil o Poder Judiciário, Assembléia Legislativa de Mato Grosso e Ministério Público Federal não terão expediente nesta segunda-feira dia 28 de maio, a decisão foi feita logo depois do Governo do Estado também fazer o mesmo anuncio.

No caso do Judiciário os prazos processuais, nos processos físicos e eletrônicos, ficam prorrogados para o primeiro dia útil subsequente em todas as unidades judiciárias do Estado.

O Magistrado tomou a decisão alegando a situação caótica instalada no país, que dificulta e impossibilita a presença de partes às audiências e segundo ele entidades de classe realizaram pedidos pela suspensão dos serviços em decorrência das dificuldades no transporte público e particular.

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso também tomou a mesma decisão, em nota o Presidente da Casa Eduardo Botelho alegou que a medida foi motivada pela greve-geral dos caminhoneiros o que causou uma crise de combustível dificultando a locomoção dos servidores do referido poder.

Nota de Eduardo Botelho:

NOTA:

Motivado pela greve-geral dos caminhoneiros, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho, informa que será decretado ponto facultativo nesta segunda-feira, (28) , em decorrência da crise que atinge o mercado de combustível.

Com objetivo de construir uma solução pacífica para o problema que se estende aos demais setores da nossa economia, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho também está reunido neste momento no Palácio Paiaguás com as principais lideranças do Estado e do setor empresarial e produtivo.

O Ministério Público Federal também determinou a suspensão dos trabalhos no órgão nas cidades de Cuiabá, Cáceres, Sinop, Juína e Barra dos Garças, a decisão é somente para segunda-feira, porem pode ser estendida caso a greve dos caminhoneiros continue.

NOTA SOBRE SUSPENSÃO DE EXPEDIENTE – MPF/MT – SEGUNDA-FEIRA (28)

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso decidiu suspender o expediente nas sedes do órgão em Cuiabá, Cáceres, Sinop, Juína e Barra do Garças nesta segunda-feira, 28 de maio, até nova deliberação.
A decisão leva em conta o fato da Seção Judiciária do Estado de Mato Grosso de Cuiabá e subseções também terem suspendido o expediente tendo em vista a inexistência de combustível no estado e o grave comprometimento da mobilidade urbana, agravada nesta semana que se inicia. Na subseção judiciária de Rondonópolis o expediente não foi suspenso.

Plantão – Os casos urgentes deverão ser tratados pelo plantão, conforme escala definida em portaria específica.

 

Da redação Rudy Roger

Comentários