A balança da justiça?

Neste domingo 08 de julho, os milhões de cidadãos brasileiros acompanharam uma cena jamais vista por um país sério, de democracia sólida e direitos jurídicos claros. A balança da justiça proporcionou uma lambança, uma decisão de um Desembargador mostra bem o caos jurídico e democrático que o Brasil vive. Podemos até questionar o seu partidarismo, 20 anos filiado no partido de Lula, se chegou onde está deve-se a indicações feitas por petistas, logo sua gratidão e com isso sua impessoalidade seria facilmente questionada, porem quantos mais desembargadores ou ministros da justiça brasileira chegaram onde estão por “apadrinhamentos” políticos?

Logo vemos que a forma esta equivocada, e a reforma no judiciário se faz necessária. Uma manchete estampada nos jornais desde mesmo domingo dizia que serão gastos 1 bilhão de reais com auxilio moradia no judiciário brasileiro, não é pouca coisa para quem já recebe um justo salário sem contar os benefícios, uma vez que alguns magistrados somam vencimentos de meio milhão de reais ou mais.

O Brasil precisa passar por uma reforma geral e não pontual, cabe aos políticos e só a eles reverem a constituição, o direito e as leis. No hino nacional uma frase retrata bem o momento dos senhores do poder, e doutores da justiça, “Deitado eternamente em berço esplêndido”.

Não cabe mais discutirmos gilmares, fafretos, moros ou tantos outros da justiça, lei, plenários, palácios ou paços, mas debatermos e mudar o Brasil de fato e de direito.

Comentários