Assim é a guerra, assim é a politica!

Quem eram os cabos, os soldados, os generais eleitorais que elegeram alguns mas trabalharam para todos? Guerreiros esquecidos, mortos de uma guerra que ficam em combate.

Assim é a guerra, assim é a politica!

Hoje todos os homens e mulheres que andam no sol, erguem suas bandeiras, usam suas redes, mostram suas caras e trabalham como loucos na esperança de dias melhores, acreditam em seus lideres e lutam contra a má vontade do eleitor, a falta de educação do cidadão. Recebem portas na cara, cachorros acoam, são ofendidos, discriminados e ainda assim amam o que fazem e pra quem fazem.

Chegara dia 07, muitos se quer receberão pelo suor derramado, triste, mas fato. Os que venceram comemoram com festas particulares com os mais próximos, esquecem para que foram eleitos e acima de tudo de quem os elegeu, os que perderam se escondem. Os cabos chamados “generais”, não são chamados nem pra festa particular da vitória que dirá para lamentar a derrota.

Esperar que sejam reconhecido seria o mesmo que esperar que a politica fosse de fato o meio de transformação de vida para o cidadão, oportunizando educação, saúde, segurança, emprego, dignidade e dias melhores.

Todos sem exceção são burros de carga, pelegos no lombo do cavalo para que os senhores possam montar e se eleger.

E é assim que é, o vale dos esquecidos serão lembrados daqui dois anos, por todos em todo o Brasil e mais uma vez a história se repetira.

Comentários